Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

CAIXA

Não há como negar que o conhecimento e a preservação da história de um povo são preceitos que integram o conjunto dos direitos e obrigações indelegáveis de cada um dos seus cidadãos e, por conseguinte, devem estar sistematicamente inseridos no contexto das ações da sociedade, dos governos e das instituições.

Permanentemente interessada e envolvida com a preservação da memória nacional, a Caixa Econômica Federal orgulha-se de participar efetivamente deste grande projeto, cujo objetivo é resgatar, estruturar, preservar e divulgar os fatos e documentos que deverão formar este acervo histórico de grande importância para o esclarecimento e compreensão daquele período histórico, cujos acontecimentos estão ainda tão presentes na vida dos nossos cidadãos e, inegavelmente, ainda permeiam o pensamento político e social do Brasil.

Fundada por Decreto Imperial de D. Pedro II, a CAIXA é uma empresa pública cuja história se confunde com a própria história do Brasil. Sua história visita três séculos da história brasileira. Muito perto de completar 150 anos de existência, marcados pela efetiva participação na vida e no desenvolvimento do nosso País, a CAIXA tem muito orgulho de ser o Banco Social do Brasil e de estar presente em todos os municípios brasileiros. A CAIXA contribui efetivamente para a preservação da memória nacional, através dos seus programas de patrocínio à restauração e preservação de museus, edifícios históricos, acervos artísticos e históricos e monumentos públicos. A CAIXA é uma empresa eminentemente pública e, através dos programas sociais e de suas linhas de financiamento aos estados e municípios brasileiros está presente na vida de cada cidadão brasileiro.

A CAIXA patrocina projetos integrantes do Memórias Reveladas nos estados do Maranhão, São Paulo e Rio de Janeiro, desenvolvidos pelas seguintes instituições:

Arquivo Público do Estado do Maranhão – APEM
Objetivos: Conservar, informatizar e digitalizar o acervo da DOPS existente no Arquivo Público do Estado, por meio das seguintes etapas e atividades: revisar e completar a organização do acervo; realizar a limpeza e acondicionamento do acervo; digitalizar a documentação. O APEM tem sob sua guarda o acervo da DOPS/MA desde 1991, quando recebeu a documentação da então Secretaria de Estado da Segurança Pública.

Associação de Arquivistas do Estado de São Paulo – ARQ-SP
Objetivos: Implementar e manter atualizada uma base bibliográfica sobre o período da ditadura militar no Brasil (1964-1985). A base bibliográfica representa um esforço de sistematização que, a partir das diferentes possibilidades de levantamento hoje disponíveis, propõe-se a reunir num único instrumento de pesquisa informações sobre a totalidade da produção sobre o tema.

Arquivo Público do Estado do Rio de Janeiro – APERJ
Objetivos: a ação tem por objetivo o tratamento técnico documental do acervo do APERJ produzido ou acumulado pelos órgãos de repressão política no Brasil, abrangendo o período de 1964-1985. Pretende tornar acessível aos cidadãos e pesquisadores documentação probatória e histórica, através da preservação da informação com a microfilmagem dos documentos, sua disponibilização por meio digital e, ainda, a alimentação de banco de dados com a elaboração de instrumentos de pesquisa.

Fim do conteúdo da página